Impresso de Chabadpoa.org

Fontes da Vida

Fontes da Vida

 E-mail

mikve.jpg

 

O que é uma Mikvê?

Mikvê significa literalmente "junção". Na Bíblia, quer dizer "junção de águas de fonte natural”. À primeira vista, a Mikveh parece uma piscina normal com águas preservadas a uma temperatura agradável. Sua concepção, porém, obedece a detalhes minuciosos e rigorosos da Halachá (Lei Judaica), para que receba o status de casher (apropriada) e, assim, possa ter uso ritual pela comunidade judaica.

Esta piscina de águas mornas e cristalinas chega à altura do peito e tem acesso por meio de degraus. As modernas instalações recebem um rigoroso controle de higiene e são atraentes e completamente íntimas. Suas dependências adjacentes sao agradáveis e convenientes e contêm todas as facilidades necessárias para a preparação à imersão.

Quando é usada a Mikvê?

O uso mais importante de uma mikvê é feito pelas mulheres judias, que imergem mensalmente após o ciclo menstrual e antes de renovar as relações conjugais. É também usada por noivas antes de seu casamento e por convertidos como a última etapa no processo de conversão. Existem mikvaót utilizadas por homens antes do shabat ou das grandes festas. A mikvê também é usada para imergir novas louças e utensílios de cozinha. Em todos esses casos, a imersão na mikvê é um preparo para eventos mais elevados, de significância sublime e espiritual.

A importância da Mikvê

A mikvê é uma instituição comunitária indispensável para o modo de vida, casamento, continuidade e sobrevivência judaicos. A importância das leis de mikvê na vida matrimonial é dada pela Torá, que as vê com profunda seriedade. As leis de mikvê são ensinadas com os mesmos termos solenes empregados na circuncisão e no Yom Kipur. Elas são igualmente decisivas na proclamação do judaísmo de uma pessoa. É por isso que a halachá ordena a venda de um Sêfer Torá, para que se arrecadem fundos necessários para a construção de uma mikvê, iniciativa que tem até mesmo precedência sobre a construção de uma sinagoga.

Mikvê é uma ponte poderosa que nos liga com gerações de mulheres judias que, através dos séculos e em todo o mundo, corajosamente, desafiaram distâncias, climas, perigos e aguentaram zombarias, mas não abandonaram a tradição. Prova disso são a mikveh encontrada em Massada, datada de dois milênios, e as mikvaót secretas construídas no século XX pelos judeus na ex-União Soviética, apesar do grando perigo que enfrentaram.

A Mikvê de Porto Alegre

A mikvê em Porto Alegre existe há muitos anos, sempre com águas cristalinas. A fim de atender à demanda crescente de mulheres, os espaços ganharam um estilo renovado e materiais nobres, oferecendo um ambiente aconchegante e acolhedor. Equipada com uma banheira de hidromassagem e acessórios de higiene, a mikvê gaúcha lembra um spa, para o corpo e para a alma.

Inspirada nas cores do deserto do Neguev e das águas do Mar Morto, nos tons pastéis de Massada e de Jerusalém, no espírito da nossa história e da nossa ancestralidade, a arquiteta Suzanne Reboh buscou, na ambientação destes novos tons, materiais e texturas, estimular a mente a reconciliar-se e o corpo a relaxar, a fim de propiciar um momento único de espiritualidade e de reencontro com as memórias remotas do nosso povo.

Para mais informações sobre a mikveh e para agendar visitas ou aulas, entre em contato com a Mimi Liberow (3335-1264) ou Reisel Binjamini (3022-6241).

 

 

 E-mail
Tefilin

Ja colocou Tefilin hoje?

 
radio copy.jpg 
shul copy.jpg 
 adulted copy.jpg
teens2.jpg

mikvah2.jpg